STJ manda soltar 3 homens investigados por dar golpe milionário em idoso em MS

Sem Comentários

27/08/2018

O Superior Tribunal de Justiça mandou soltar os três homens de Campo Grande, investigados por um golpe milionário em um aposentado do Rio de Janeiro. A advogada considerada a chefe da quadrilha, permanece presa. O habeas corpus do ministro cita apenas os nomes de três pessoas como beneficiadas. A juíza do caso determinou que o trio seja monitorado por tornozeleiras eletrônicas. Todos foram presos no mês passado, após inventarem uma dívida e conseguirem autorização judicial para sacar mais de R$5 milhões de reais da conta de um engenheiro aposentado que mora no interior do Rio de Janeiro. A investigação continua. Os três homens e a advogada respondem por estelionato, organização criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso.

Relembre o caso

A Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul (OAB/MS) abriu um procedimento administrativo pela suspeita de envolvimento de uma advogada com um golpe milionário contra um aposentado. Um grupo de Campo Grande teria conseguido roubar dinheiro da vítima com a venda fictícia de uma fazenda. A mulher aparece no processo como advogada do falso dono da fazenda. Ela pegou quase R$ 4 milhões, sob a justificativa de recebimento de honorários. J.G., que usava um RG falso, se passando por vendedor da propriedade e outros dois homens foram presos em flagrante tentando fazer a transferência de mais um R$ 1,8 milhão, com uma procuração falsa. O grupo conseguiu ter acesso ao dinheiro do aposentado do Rio de Janeiro, pela Justiça. O juiz, que a princípio deu ganho de causa ao grupo, disse que “foi enganado”.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*