Presa estelionatária no Ceará suspeita de fazer saques do PIS com 100 documentos falsos

Sem Comentários

23/10/2017

Foi presa na última sexta-feira (23) em Maranguape, na Grande Fortaleza, uma mulher de 27 anos suspeita de aplicar golpes em todo o Nordeste. Segundo o titular da delegacia de Defraudações e Falsificações do Ceará, a mulher faz parte de uma quadrilha que aplica golpes em vários estado do Nordeste. Com ela, foram encontradas 100 de carteiras de identidades falsas. Os documentos seriam usados para fraudes em saques do Programa de Integração Social (PIS) e FGTS. “Ela já aplicou golpes em vários estados. Além de Fortaleza, ela, junto com outras pessoas da quadrilha, aplicou golpes em Natal, Teresina e São Luís”. O delegado conta que o marido dela foi preso há 20 dias por praticar os mesmos golpes, não em Fortaleza, mas em Natal. “Geralmente o golpe consistia da seguinte forma. Ela pegava o nome das pessoas e retirava dinheiro do PIS, além de realizar várias compras no comércio. Ela nos contou em depoimento que há poucos dias, estava em São Luís e fez várias compras. Uma parte de todo dinheiro roubado dos comércios e do PIS era repassada para o chefe da quadrilha”, explica o titular. Segundo a polícia, outras cinco pessoas estão foragidas. Além das identidades, foram encontrados cartões de lojas e 24 comprovantes de saques do PIS no valor total de R$ 937,00. A mulher está detida na sede da Delegacia de Defraudações e Falsificações do Ceará.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*