Polícia do Piauí cumpre mandados contra quadrilha que fraudou concurso da Sejus

Sem Comentários

15/01/2018

Policiais do grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), cumpriram na manhã desta segunda-feira (15), mandados de busca e apreensão em Teresina contra suspeitos de integrar uma organização criminosa que fraudou 98 concursos públicos em diversos estados. Segundo o delegado do Greco, que coordena a operação batizada de Sem Barreiras, os mandados foram expedidos pelo juiz da Central de Inquéritos de Teresina. O delegado informou durante uma entrevista que os mandados de prisão foram cumpridos numa ação conjunta com policiais da Paraíba, Pernambuco e do Distrito Federal, onde três pessoas foram presas e outras duas continuam foragidas. “Descobrimos a atuação deste grupo durante o concurso de agente penitenciário da Secretaria de Justiça do Piauí em setembro de 2016. Na época, o concurso foi anulado e começamos a investigar como os criminosos agiam. Eles utilizavam pessoas que faziam as provas se passando por candidatos ou estes candidatos falsos repassavam o gabarito para membros da quadrilha até chegar num candidato”, explicou. Ainda conforme o delegado, o chefe da quadrilha foi preso no Distrito Federal nesta segunda-feira. “Ele é um policial civil e professor de cursinho estava trabalhando normalmente antes de ser detido”, informou. Em nota, a Corregedoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal (CGP-DF), explicou que ainda não está confirmada a participação do policial na organização.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*