Polícia desarticula quadrilha suspeita de golpe no Litoral Norte do RS

Sem Comentários

30/01/2017

Um esquema de estelionato e falsificação durante uma operação em Capão da Canoa, na Região Central do Rio Grande do Sul, foi desarticulado pela Polícia Civil na manhã desta segunda-feira (30). Uma quadrilha é suspeita de simular uma empresa de distribuição para tomar empréstimos bancários e fazer compras de fornecedores, sem pagar aos credores. Conforme a polícia, a prática é conhecida como “golpe da arara”. Os criminosos montam uma falsa empresa, tomam empréstimos bancários e fazem compras de fornecedores. Depois, deixam de pagar e, como usam documentos falsos, não são localizados pelos credores. A operação foi realizada no galpão da falsa empresa, onde foram apreendidos bens que haviam sido adquiridos de fornecedores. Dois funcionários foram levados pela polícia para prestar depoimento. A empresa organizada pelo grupo criminoso tinha como proprietário, conforme os documentos falsificados, um morador de rua que está preso desde 2015 em Arroio dos Ratos. Até o início da tarde, a polícia ainda contabilizava a mercadoria que havia sido comprada pela falsa empresa. O delegado responsável pela operação estima que o valor chegue a R$ 500 mil. Parte dos produtos será devolvida aos fornecedores prejudicados pelo golpe. No entanto, as compras que tiverem sido pagas de forma integral seguirão com o grupo suspeito. A prática do golpe também pode ajudar a encobrir a procedência de mercadorias roubadas. “Essas empresas araras também são utilizadas para esquentar cargas roubadas, mediante a emissão de nota fiscal, dando uma roupagem de legalidade a esses produtos subtraídos, facilitando a sua recolocação no mercado”, relata o diretor da Divisão de Investigação Criminal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*