Polícia Civil prende suspeitos de vender histórico escolar falso por rede social, em Campinas

Sem Comentários

15/06/2018

Na manhã desta sexta-feira (15), dois homens suspeitos de integrar um esquema de fraude em históricos escolares foram presos em flagrante em Campinas (SP). Houve uma simulação de uma negociação com o suspeito por Whatsapp para constatar o esquema ilegal. Na troca de mensagens, eles mencionam diploma, mas o documento a que se referem é o histórico escolar. Eles vendiam o documento a pessoas que buscam emprego, dizendo ser suficiente para se conseguir uma colocação no mercado de trabalho. A oferta é feita para quem não concluiu o ensino médio. Para concluir o pedido, os envolvidos na fraude pediram a cópia da parte de trás do documento de identidade e R$ 250,00.

“As diligências continuam, a investigação continua, para verificar, eventualmente, como ele conseguiu falsificar, onde ele falsificou, se há mais pessoas envolvidas. Mas o fato está consumado”, afirma o delegado do Departamento de Polícia Judiciária São Paulo Interior 2 (Deinter-2).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*