PM detém trio que aplicava golpes contra idosas em Juiz de Fora

1 Comentário

06/03/2018

Na noite desta segunda-feira (5), em Juiz de Fora, dois jovens, de 24 e 28 anos, e uma garota de 18 foram detidos por estelionato, associação criminosa e posse de entorpecentes. Segundo a Polícia Militar (PM), eles tentavam enganar uma idosa para pegar o cartão bancário dela. Pelo menos outras quatro vítimas do trio, todas idosas e do sexo feminino, foram localizadas. O trio foi descoberto após denúncia da acompanhante da vítima, moradora do Bairro Bairu. Elas chamaram a PM e relataram que receberam uma ligação telefônica em que uma pessoa se passava por funcionário de um banco e dizia que tinha feito compras no cartão da vítima. O falso funcionário solicitou que ela entrasse em contato com o serviço de atendimento ao consumidor, no número que consta no verso do cartão. Na ligação, o suposto atendente solicitou a confirmação dos dados pessoais da idosa e reafirmou que fizeram uma compra no valor de R$ 2 mil, que deveria ser um caso de clonagem, e que em cerca de dez minutos seria enviado um funcionário para recolher o cartão clonado. Os policiais esperaram até que o rapaz de 28 anos chegasse ao local. Ele desceu de um carro com placas de Mairinque (SP) usando um capacete e tocou a campainha da casa da vítima. Ao perceber que seria abordado, o jovem correu e entrou no carro, que foi parado pelos policiais. Com o rapaz e o motorista de 24, nada foi encontrado. Dentro do veículo, foram encontrados R$ 140,95 em dinheiro, três celulares, um cartão de crédito e uma contestação de compra em nome de outra provável vítima. O jovem contou que ele e o motorista, de 24 anos, são de São Paulo (SP) e vieram até Juiz de Fora para aplicar golpes. Para isso, alugaram uma granja em Matias Barbosa, onde pretendiam se hospedar por uma semana. Equipes da PM foram até o local e receberam a informação que uma jovem desceu a rua correndo, pedindo ajuda para chamar um táxi. Ela foi localizada, detida e contou aos policiais que sabia do planejamento das ações criminosa. Na granja, foram localizadas quatro máquinas de cartão do tipo débito/crédito, que os detidos disseram pertencer a eles e que eram usadas para a ação criminosa. De acordo com informações da 70ª Companhia da PM, os autores afirmaram que uma central em São Paulo seria responsável por enganar as vítimas e desviar as ligações do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do banco para a central clandestina e repassava aos detidos as informações pessoais das vítimas para que agissem pessoalmente. Eles receberam voz de prisão em flagrante pelo crime de estelionato e foram conduzidos para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil em Santa Terezinha.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Um Comentário (+adicione o seu?)

  1. Customwriting
    mar 22, 2018 @ 01:48:50

    Waldenis Lopes, thanks so much for the post.Really thank you! Great.

    Responder

Comentários

*