Número de vítimas de golpes pela internet cresce em Palmas; saiba como se proteger

Sem Comentários

14/10/2018

Só no Primeiro Distrito Policial da capital foram registrados sete boletins de ocorrência em dois meses. Um golpe que está se tornando comum é quando uma pessoa aparece para intermediar a venda e a compra de um item anunciado na internet. Foi assim que um produtor agrícola, que precisava de uma máquina para plantar soja, perdeu R$ 30 mil. Ele depositou o dinheiro na conta de um estranho, mas que foi autorizada pelo vendedor. Os casos estão sendo investigados. O delegado responsável alerta para que as pessoas não façam negócios com intermediadores.

“Se o preço do produto está muito abaixo do valor de mercado, desconfie. Se há um terceiro que está intermediando, veja bem, você tem o comprador e o vendedor, ao invés deles conversarem, eles admitem que um terceiro controle toda a negociação. Aí sim você está caindo em um golpe”, diz.

Um auxiliar de manutenção escapou de um golpe por pouco. Graças a experiência no uso da internet. Ele conta que há poucos dias, quando colocou um celular para vender em um site, rapidamente apareceram vários interessados. “Eu entrei em contato com ele via WhatsApp e ele me pediu detalhes do celular.” Sem comprovar o pagamento, o suposto comprador insistiu bastante para que o aparelho fosse enviado para um endereço em São Paulo. Na tentativa de convencê-lo, o homem enviou o e-mail com o slogan de um site de compra e venda confirmando o pagamento, mas na hora, o vendedor notou que era falso. “Se não fosse a minha atenção, eu teria caído porque na hora eu notei que não era do próprio site”, afirma.

Comentários

*