Mulher é presa duas vezes por suspeita de estelionato na venda do mesmo apartamento

Sem Comentários

04/04/2019

Uma mulher de 34 anos foi presa na quarta-feira (3) suspeita de estelionato. Segundo a polícia, é a segunda vez que ela é presa por tentar vender o mesmo apartamento em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), de forma irregular. De acordo com a Polícia Civil do Paraná, ela já havia sido presa em 21 de fevereiro, quando tentava negociar apartamentos de um conjunto habitacional em Pinhais, também na RMC. Desta vez, a mulher foi presa quando tentava vender para um advogado um dos mesmos apartamentos. A vítima já havia feito um depósito de R$ 500 mas achou estranho a forma como a negociação estava sendo conduzida pela suspeita e procurou a polícia. O valor de mercado do imóvel é de aproximadamente R$ 160 mil e no anúncio ofertado por ela saía no valor de R$ 70 mil. Nas duas situações ela se intitulava proprietária e engenheira responsável pelas construções, mas o objetivo era lesar os compradores.

Prisão anterior

A primeira prisão dela ocorreu depois que uma construtora de Pinhais, na RMC, viu anúncios de vendas na internet e fez a denúncia, alegando que a suspeita não tinha autorização para isso. A polícia entrou em contato com a suspeita e marcou um horário para atendimento na casa dela, um condomínio de luxo, em Pinhais. A mulher foi presa em flagrante pelo crime de estelionato e, junto com ela, havia documentos referentes à compra e à venda de imóveis da construtora. Ela disse, em interrogatório, que praticou esse golpe porque já trabalhou na construtora e que eles deviam para ela. Afirmou, ainda, que o fez para compensar o prejuízo que teve. A suspeita se intitulava proprietária de pelo menos seis imóveis, além de se passar por engenheira civil.

Comentários

*