Instrutora de autoescola é presa após fazer mais de 60 vítimas em golpe que prometia facilitação de CNH

Sem Comentários

21/12/2017

Foi presa nesta quinta-feira (21) em Coronel Fabriciano (MG), no Vale do Aço, uma instrutora de autoescola, de 44 anos, por estelionato. Segundo a Polícia Civil, a autora é suspeita de fazer mais de 60 vítimas em um golpe que prometia a facilitação na obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A instrutora vinha sendo investigada há cerca de seis meses. De acordo com a polícia ela cobrava cerca de R$ 2 mil por candidato; as vítimas do golpe eram candidatos de Coronel Fabriciano e outras cidades da região. A polícia acredita que ela tenha lucrado cerca de R$ 120 mil com o golpe e, apesar do pagamento, a maioria dos candidatos não era aprovada. A autora atuava sozinha, não sendo identificado envolvimento com examinadores do Detran ou funcionários de unidades policiais. Ela foi presa e encaminhada para delegacia de Ipatinga. Ainda nesta quinta-feira ela será levada para o anexo feminino do Presídio de Fabriciano.

Prisões em Timóteo

Na última sexta-feira (15) a Polícia Civil prendeu dois instrutores de autoescola na cidade de Timóteo, também no Vale do Aço. Eles também cobravam cerca de R$ 2 mil com a promessa de facilitar a aprovação do candidato na obtenção da CNH. A prisão aconteceu durante um exame de rua na cidade, e só foi possível porque uma candidata denunciou o esquema para um agente da PC. A polícia alegou que os casos de Timóteo e Fabriciano não possuem relação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*