Homem tenta se livrar de prisão com documento falso, mas é descoberto e condenado pela segunda vez

Sem Comentários

28/06/2018

Um homem, de 22 anos, residente no Tocantins, foi condenado a dois anos e seis meses de reclusão, pela 1ª Vara Criminal de Araguaína, por falsificar documentos pessoais para tentar se livrar de um mandato de prisão expedido pela Justiça de Goiás. O juiz responsável fixou a pena inicialmente em regime semiaberto, no entanto, o homem continuará preso para cumprimento da condenação anterior. Segundo o Tribunal de Justiça, em março deste ano, o homem foi procurado em sua residência, por policiais civis, para aplicação do mandato de prisão por motivo não divulgado, em Goiás, contudo, ele apresentou uma cédula de identidade falsa aos policiais. Após identificada a fraude, o sujeito foi preso em flagrante. O juiz considerou que o crime foi agravado pela intenção de enganar a Justiça. Com isso, apena foi fixada em dois anos e seis meses de reclusão e pagamento de 15 dias-multa à base de um trigésimo do salário mínimo vigente na época do crime.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Jornal do Tocantins

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*