Hackers enviam cartas falsas pelo correio para aplicar golpes na internet

Sem Comentários

11/10/2018

Fraudadores estão mandando cartas ou bilhetes físicos com propagandas, convites ou contas falsas a pagar, sugerindo que a vítima escreva o endereço eletrônico na internet para receber um provável benefício, tornando o cibercrime agora, também offline. Ao entrar no site falso, ela cai na armadilha e instala um programa malicioso em sua máquina. Esse software dá acesso remoto ao cibercriminoso, que pode roubar seus dados pessoais, acessar documentos ou cometer qualquer crime de falsidade ideológica. Embora o mercado de segurança não tenha números sobre ofensivas de hackers com a utilização de papel, especialistas dizem que é um tipo de engenharia social – método clássico em que o atacante usa artifícios psicológicos para manipular a vítima e obter informações.

Outros golpes

Além de convites e cupons falsos enviados pelo correio, especialistas apontam para o aumento da manipulação de contas de telefone, internet e TV por assinatura. Nesse caso, não é preciso digitar nada no computador ou celular, apenas pagar um boleto falso. O dinheiro vai direto para a conta do criminoso. A boa notícia é que a cartilha para evitar o phishing tradicional , geralmente enviado por email ou WhatsApp, do offline é semelhante: ambos têm mensagens apelativas, às vezes em tons de ameaça. É indicado desconfiar quando um conteúdo exige a troca de senha ou o pagamento de uma conta com um prazo urgente. Bancos não solicitam tokens ou senhas por telefone e nem por email. Além do mais, é sempre importante verificar se o domínio do site indicado por email tem relação com o endereço (que vem antes da arroba), desconfiar de promoções e sorteios e instalar antivírus no computador e no celular.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Folha de São Paulo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*