Golpista é preso ao tentar pegar empréstimo de R$ 30 mil, com identidade falsa

Sem Comentários

27/02/2018

Um homem, de 48 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Maracajá, com apoio da Polícia Militar, por uso de documento falso. O caso ocorreu nesta terça-feira (27). Segundo um dos policiais civis, na segunda-feira (26), o gerente de uma agência bancária de Maracajá entrou em contato com a DPMU do município e informou que um homem queria fazer um empréstimo de aproximadamente R$ 30.000, no entanto ele estava bastante nervoso, levando o gerente a desconfiar da veracidade do documento de identidade apresentado por ele. Conforme a polícia, o gerente passou os dados da identidade apresentada pelo golpista e, ao ser consultado, a fraude foi comprovada. A foto da identidade original não é do suposto cliente. “Havia uma foto na identidade consultada no sistema, assim tirei a foto da imagem do sistema e mandei para o gerente. Quando o gerente recebeu a imagem, logo viu que a fotografia na identidade apresentada pelo suspeito era falsa”, explicou o agente da Polícia Civil. O golpista foi preso por volta das 14 horas de terça, quando retornou ao banco para assinar o contrato de empréstimo e apresentou novamente a identidade falsa para o gerente, que imediatamente ligou para a Delegacia. Um policial civil e um soldado da PM foram até o banco e prenderam o suspeito no momento em que ele estava saindo da agência às pressas, pois o empréstimo havia sido negado. O homem é natural de Tubarão e a identidade que ele falsificou é de uma pessoa de Vargem, um município localizado na região do Vale do Contestado, em Santa Catarina. Ele ainda apresentou um comprovante de residência de Araranguá, como sendo morador do bairro Cidade Alta. Ele foi preso em flagrante por uso de documento falso e foi encaminhado para a Central de Plantão Policial (CPP) de Araranguá.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Revista W3

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*