Falsos funcionários do INSS aplicam golpes em aposentados

Sem Comentários

07/05/2018

A Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda alerta a população contra golpes praticados por fraudadores que se passam por representantes do INSS para oferecer benefícios e extorquir os segurados. Conforme dados da Ouvidoria Geral da Previdência Social, em dois anos foram cerca de 2 mil denúncias de golpes em que as vítimas tiveram de pagar algo para os fraudadores ou tiveram benefícios desviados. “As pessoas devem ficar atentas para não serem vítimas desses tipos de golpes. A Previdência não cobra para prestar um serviço que é um direito do cidadão que contribuiu a vida inteira para ter direito a seu benefício. ” afirma o Secretário da Previdência.

Como é o golpe

A abordagem dos fraudadores costuma acontecer da seguinte forma: os criminosos entram em contato, por telefone, com segurados e se identificam como integrantes do Conselho Nacional de Previdência (CNP) oferecendo algum tipo de benefício. Afirmam que o aposentado ou pensionista teria direito a receber valores atrasados ou aumentos, geralmente, grandes quantias de dinheiro, e pedem que entrem em contato com eles por meio de um número de telefone.

Depósito

Quando o cidadão faz a ligação, os fraudadores pedem ao segurado que informem dados pessoais e solicitam o depósito de determinada quantia em uma conta bancária, para liberar um pagamento que não existe. Um aposentado, de 78 anos, foi vítima desse tipo de abordagem, mas ao invés de ligar para a quadrilha, ele entrou em contato com a Previdência.

Previdência não cobra pelos serviços

A Previdência informa que não solicita dados pessoais dos seus segurados por e-mail ou telefone e também não realiza nenhuma forma de cobrança para prestar o atendimento. A principal recomendação da instituição para os seus segurados é que não utilizem intermediários. O cidadão pode telefonar para a Central 135 para tirar todas as dúvidas e ainda realizar agendamentos.

Comentários

*