Empresário denuncia golpe de falso empréstimo e diz que perdeu quase R$ 7 mil, em Goiânia

Sem Comentários

28/06/2017

Um empresário conta que tentou realizar um empréstimo por meio de um site de uma financeira e foi vítima de um golpe, em Goiânia. Ele denunciou à Polícia Civil que perdeu cerca de R$ 7 mil durante a ação, já que os autores pediam pagamentos de diversas taxas durante as negociações, sem liberar o dinheiro. “[Pedi primeiro R$ 100 mil] Eles disseram que viram meu Imposto de Renda e que, como eu tinha vários bens, seria liberado um valor maior. Pensei que era tudo legal e aceitei, eram R$ 5 milhões em 180 pagamentos com prazo maior. Nisso eles foram cobrando várias taxas. Por último, para cancelar [o empréstimo] eu deveria fazer outro pagamento ou, para liberar o empréstimo, pagar mais R$ 7 mil”, explicou em entrevista. Indignado, o empresário destaca que manteve contato com os responsáveis pelo site por meio de mensagens e acreditou que estivesse em contato com uma empresa legítima. “Eu achei que seria a solução do problema, mas depois fui ver que era um golpe. Eles me fizeram realizar vários depósitos, mas demonstram ser pessoas de boa índole”, comentou.

Investigação

A delegada responsável pelo caso, explica que a Polícia Civil identificou que um site falso usava o nome de uma empresa idônea para aplicar os golpes. Segundo ela, há registro de outra vítima no nordeste do país que teria caído no mesmo golpe. “Por ser um site, eles acabam atuando em todo o país. As contas que receberam as taxas das vítimas são de São Paulo, então vamos remeter as informações para a Polícia Civil de lá que deve assumir a investigação”, explicou. A delegada alerta para que consumidores sempre tomem cuidado ao tentar fazer algum empréstimo e desconfiem de grandes facilidades. “É importante observar, por exemplo, se a instituição faz alguma checagem para saber se a pessoa é negativada. Se não fizerem, desconfie. Ao oferecer empréstimo, também não é normal cobrarem do cliente pagamentos antecipados. É preciso ficar atento”, afirmou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Comentários

*