Estelionatário condenado por golpes na Capital é preso

Sem Comentários

15/06/2018

Na tarde desta quinta-feira (14), a Polícia Judiciária Civil (PJC), por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), prendeu um estelionatário que agia em diversos golpes na região metropolitana em Cuiabá (MT). Durante abordagem a um veículo VW/Gol, cor branca, semi-novo, os policiais civis identificaram que o condutor, de 62 anos, apresentava mandado de prisão em aberto, expedido pela Vara de Execuções Penais da Capital. Em checagem ao mandado observou-se que se tratava de prisão-pena, decorrente de condenação por vários crimes de estelionatos em continuidade delitiva (artigo 171 c.c. 71, ambos do Código Penal).

Desde 2016, o suspeito era procurado para dar continuidade ao processo de execução penal, sem sucesso. Diante da não apresentação do apenado, nem sua localização, foi decretada sua prisão, cujo mandado foi devidamente cumprido pela Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: MidiaNews

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher cai no golpe do bilhete premiado

Sem Comentários

15/06/2018

No início da tarde desta quinta-feira (14), uma mulher foi vítima de golpistas no bairro da Nova Rússia, em Ponta Grossa (PR). O crime foi registrado por volta de 12h20 na rua Dom Pedro II e ninguém foi preso, segundo informou a Polícia Militar. A vítima foi abordada por dois homens que passaram “uma boa conversa”, dizendo estar com um bilhete premiado. A mulher espontaneamente entregou dinheiro e um aparelho celular em troca do bilhete. Assim que percebeu que se tratava de um golpe, a vítima acionou a polícia, mas os autores não foram encontrados. O caso de estelionato será investigado pela Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: CGN

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil prende suspeitos de vender histórico escolar falso por rede social, em Campinas

Sem Comentários

15/06/2018

Na manhã desta sexta-feira (15), dois homens suspeitos de integrar um esquema de fraude em históricos escolares foram presos em flagrante em Campinas (SP). Houve uma simulação de uma negociação com o suspeito por Whatsapp para constatar o esquema ilegal. Na troca de mensagens, eles mencionam diploma, mas o documento a que se referem é o histórico escolar. Eles vendiam o documento a pessoas que buscam emprego, dizendo ser suficiente para se conseguir uma colocação no mercado de trabalho. A oferta é feita para quem não concluiu o ensino médio. Para concluir o pedido, os envolvidos na fraude pediram a cópia da parte de trás do documento de identidade e R$ 250,00.

“As diligências continuam, a investigação continua, para verificar, eventualmente, como ele conseguiu falsificar, onde ele falsificou, se há mais pessoas envolvidas. Mas o fato está consumado”, afirma o delegado do Departamento de Polícia Judiciária São Paulo Interior 2 (Deinter-2).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia desmantela quadrilha que aplicava golpe em sites de vendas

Sem Comentários

14/06/2018

O golpe se dava da seguinte forma: os bandidos burlavam o sistema de segurança dos sites e falsificavam os comprovantes de pagamento na hora de efetuar a compra de um produto, então as vítimas enviavam a mercadoria pelos Correios e só depois descobriam que o pagamento não havia sido feito. Para evitar uma investigação e o rastreamento das compras, os estelionatários davam endereços de pensionatos onde alugavam quartos. Por isso, o delegado explicou que os crimes não eram cometidos em Curitiba (PR). Após o recebimento da mercadoria, os suspeitos vendiam os produtos a um preço abaixo do valor de mercado.

O delegado-adjunto da Delegacia de Estelionato contou que a polícia conseguiu identificar vítimas no Paraná, São Paulo, Goiás, Pernambuco e Sergipe. Os presos vão responder por estelionato, associação criminosa e falsificação de documentos. Somadas as penas podem chegar a 12 anos de detenção.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: CBN

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Jovem é preso ao tentar sacar benefício com documento falso

Sem Comentários

14/06/2018

Autuado em flagrante nesta quarta-feira (13), um jovem foi preso ao tentar se passar por um pescador para sacar um benefício em uma agência bancária, no Bairro Alto em Curitiba (PR). O rapaz apresentou um documento falso para tentar retirar o “Auxílio Defeso”, que é oferecido pelo Governo Federal. O objetivo do jovem, de 23 anos, era sacar três parcelas de R$ 980 da bolsa, oferecida aos pescadores durante o período em que a pesca é proibida. O rapaz contou informalmente que tentava cometer o crime por ganância e não por estar passando por alguma necessidade. O delegado-titular da Delegacia de Estelionato afirmou que o suspeito confessou o crime e comprou a cédula de identidade falsa em Goiás, onde recebeu as informações sobre a possível vítima do golpe. “Acreditamos que existe uma associação criminosa por trás dessa ação”, explicou.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem que se passava por policial é preso ao tentar aplicar golpe em comerciante

Sem Comentários

14/06/2018

Nesta quarta-feira (13), um homem foi preso após se passar por policial militar e tentar aplicar um golpe em um comerciante em Anápolis (GO). Segundo a Polícia Militar, após o falso PM entrar no estabelecimento, ele teria oferecido uma rifa de três televisores, na qual a beneficiária seria a Polícia Militar de Goiás. O proprietário, ao suspeitar do homem, entrou em contato com o 4° BPM e confirmou que a ação do homem seria um golpe. Em seguida, agentes da PM foram até o local e prenderam em flagrante o suspeito de estelionato que apresentou documentos falsos no ato da abordagem.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: DM

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Presa por furto, mulher copia dados de policial em delegacia para contratar TV a cabo

Sem Comentários

14/06/2018

Uma moradora de Portão, no Vale do Sinos (RS), é investigada em dois inquéritos pela delegacia local por supostamente ter copiado dados de uma policial civil enquanto era mantida presa por furtar uma farmácia, em 10 de janeiro deste ano, e posteriormente usá-los para contratar TV a cabo. A apuração começou após a policial precisar da segunda via de uma conta de sua TV a cabo. A agente foi informada pela empresa de que havia outra conta em seu nome, então a policial começou por conta própria uma investigação e chegou ao nome de uma mulher. Depois, descobriu que esta suspeita havia sido presa em uma ocorrência em que ela foi a escrivã. De acordo com o delegado, a mulher suspeita de cometer o crime foi ouvida na delegacia e confessou que pegou os dados da policial a partir do registro da ocorrência. Ela utilizou o nome da policial, descobriu os de seus pais e pegou os dados restantes na internet. Para o delegado, as provas obtidas até o momento já são suficientes para indiciá-la por estelionato nos dois inquéritos, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Gaúchazh

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior Próximo