Casos de estelionato preocupam PM de Patos de Minas; no primeiro semestre foram mais de 100 vítimas

Sem Comentários

17/09/2018

De janeiro a julho deste ano, 147 pessoas foram vítimas de estelionato no município, segundo um levantamento feito pela Polícia Militar de Patos de Minas. O modo de atuação, geralmente, é o mesmo: os bandidos entram em contato com as vítimas, oferecem vantagens – como empréstimos, bilhetes premiados e outros – e arrancam dinheiro. Para o Major da PM, a falta de informação é o principal problema. “Infelizmente, muitas pessoas não sabem e, por isso, consideram comum, por exemplo, depositar quantias em dinheiro para receber um empréstimo. Isso não existe!”, explicou. 

Além dos golpes aplicados na rua, em plena luz do dia, as redes sociais também se tornaram uma opção bastante utilizada pelos criminosos. Pelo WhatsApp, por exemplo, são oferecidos empréstimos, seguros e saques de valores retroativos de FGTS. Há registros, inclusive, de casos de falsos contratos enviados por meio do aplicativo. “As ligações também são um problema. Essas pessoas, que geralmente ligam de presídios, oferecem falsos benefícios, ou tentam aplicar o golpe do sequestro”, contou.  Nesses casos, manter a calma é fundamental. Desconfiar das informações e acionar as autoridades é o procedimento padrão mais adequado.

A ganância das vítimas é um dos fatores que contribuem, em muitos casos, para que as vítimas sejam extorquidas com mais facilidade pelos bandidos. “Geralmente tem sempre alguém interessado em ganhar alguma coisa, por isso eles caem nos golpes. É preciso desconfiar: ninguém dá nada para ninguém, principalmente dinheiro”, disse o Major.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Patos Agora

Fique ligado.

Comentários

*