Falso policial que oferecia serviços clandestinos de táxi aéreo é identificado e preso em Macaé

Sem Comentários

18/06/2018

Na tarde desta segunda-feira (18), a Polícia Militar (PM) identificou e prendeu um homem que se passava por agente da Polícia Federal (PF), no bairro Imbetiba, em Macaé (RJ). O suspeito começou a ser procurado depois que a PM recebeu denúncias. A.S.A.O., de 34 anos, foi preso pelos policiais em seu apartamento. Segundo a PM, ele ostentava uma pistola e oferecia serviços a cidadãos em uma empresa de táxi aéreo clandestina. No apartamento do falsário foi apreendido o simulacro de pistola, além de um contrato de uma possível aeronave, contracheques em seu nome com valores de salários fictícios e currículos de mulheres. Todo material e o acusado foram encaminhados para registro na 123ª Delegacia Policial de Macaé (123ª DP).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Clique Diário

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Carro roubado no Ceará é recuperado pela PRF na BR-230 no Pará

Sem Comentários

18/06/2018

Neste domingo (17), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou um veículo roubado sendo conduzido por uma mulher na Rodovia Transamazônica (BR-230), na altura do km 630, em Altamira, no sudoeste do Pará. Durante a operação, os policiais detectaram que o carro possuía registro de furto/extravio, além de outras fraudes como placa adulterada. A PRF identificou a placa verdadeira e confirmou que o veículo havia sido furtado em abril de 2018, em Fortaleza (CE). A condutora alegou ter alugado o carro por R$2 mil em São Luiz (MA), e que estaria visitando a região para fazer pesquisa sobre direito ambiental na Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Ela deve responder por uso de documento falsificado e receptação e o caso foi encaminhado para a Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idosa perde R$ 44 mil em golpe do falso bilhete premiado

Sem Comentários

18/06/2018

O caso aconteceu na última quarta-feira dia (14), mas foi registrado na sexta-feira (16), na Central de Flagrantes, em São José do Rio Preto (SP). Uma idosa de 67 anos foi vítima de estelionato ao cair no golpe do falso bilhete premiado e perdeu cerca de R$ 44 mil. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima caminhava pela rua Santo André, quando um homem se aproximou pedindo ajuda, alegando que era da zona rural e não conhecia bem a cidade. Ele dizia que havia ganhado um prêmio de R$ 10 mil na lotérica. Neste momento, mais duas mulheres se aproximaram, uma dizia ser advogada e a outra era sua filha. A que se intitulou como advogada pegou o celular e, supostamente, ligou para a lotérica para confirmar o prêmio. Durante a suposta ligação, ela foi informada de que na verdade o prêmio seria de R$ 23 milhões. O homem ficou eufórico e a vítima também ficou empolgada com a situação. Após a ligação, um carro preto com vidros escuros se aproximou dos três. O homem que dirigia o veículo cumprimentou a tal advogada e disse que era um policial de férias e ajudaria o homem que teria sido sorteado com o bilhete premiado. A vítima vendo tudo que estava acontecendo se ofereceu também para ajudar. Então foi oferecido para ela R$ 100 mil pela ajuda.

A quadrilha conseguiu convencer a idosa a dar uma quantia em dinheiro como garantia enquanto não recebesse o tal prêmio. Então, todos entraram no carro preto, conduzido pelo suposto policial, e se dirigiram para uma agência bancária que fica na avenida Potirendaba. A aposentada, com a filha da suposta advogada, foram até o caixa eletrônico e sacaram R$ 4 mil. Em seguida, dirigiram-se até o atendimento do caixa e sacaram mais R$ 5 mil da conta da vítima. Saindo da agência, os quatro foram até um shopping, onde novamente a vítima transferiu R$ 30 mil de sua conta para a conta da agência de câmbio na intenção de comprar dólares. Saindo do shopping com os dólares foram até outra agência bancária, onde a aposentada sacou mais R$ 5 mil e entregou tudo a “filha da advogada”. Depois entregar todo o dinheiro a quadrilha, eles pediram para que a vítima ficasse esperando em frente ao prédio do novo Fórum enquanto a suposta advogada buscasse a parte dela do dinheiro.

A idosa permaneceu esperando por cerca de meia hora. Como ninguém apareceu, ela percebeu que havia caído em um golpe.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Diário da Região

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

 

Polícia Rodoviária prende ladrão de carro

Sem Comentários

18/06/2018

Neste domingo (17) um carro roubado no estado do Paraná  foi apreendido pela Polícia Rodoviária de Votuporanga (SP). O carro foi abordado pelos patrulheiros no km 519. Durante a conferência os policiais constataram que a placa era de um carro roubado, além de encontrar mais dois documentos de carro falsificados. O condutor foi levado pra Central de Flagrantes e autuado por receptação. A investigação dos documentos falsos vai continuar em conjunto com o Paraná.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Região Noroeste

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Trio é preso por estelionato em Salvador com kit de espadas e máquina para confeccionar cartão de crédito

Sem Comentários

18/06/2018

Na madrugada desta segunda-feira (18), três homens suspeitos de estelionato foram presos com armas, documentos falsos, um kit com três espadas, impressoras e equipamento para confeccionar cartões, no bairro de Stella Maris, em Salvador (BA). A polícia encontrou papéis em branco que servem de base para imprimir RG. A informação é da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). A polícia suspeita que os homens fazem parte de uma quadrilha especializada em falsificações.

De acordo com a SSP-BA, a Polícia Militar (PM) encontrou o trio após um morador do bairro informar sobre a presença de homens armados, na Rua Lígia Borja. Ao chegar no local, os PMs fizeram uma abordagem ao veículo onde os homens seguiam e com eles foram achados documentos falsos e um revólver calibre 38. Após serem questionados sobre a falta de documentos do carro, o trio levou os PMs até um imóvel, onde foram localizados um simulacro de pistola, munições, mais documentos falsos, um passaporte italiano, a máquina para fabricar cartões, impressora, espadas, relógios e R$ 2 mil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PF apreende documentos de grupo suspeito de fraudar benefícios do INSS, em Curitiba

Sem Comentários

15/06/2018

A Polícia Federal (PF), nesta sexta-feira (15), apreendeu carteiras de trabalho e outros documentos de um grupo suspeito de fraudar benefícios de assistência social para idosos, fornecidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Conforme a polícia, o Instituto identificou que intermediários apresentavam comprovantes falsos de residência em nome de terceiros, declarações de renda e de estado civil, para cometer as fraudes. A PF informou ainda que a ação foi autorizada pela 12ª Vara Federal em Curitiba (PR), que determinou a suspensão de benefícios identificados com suspeita de fraudes pelo INSS.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Integrante do PCC é preso por uso de documentação falsa, em Goiânia

Sem Comentários

15/06/2018

Na noite desta quinta-feira (14), um integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) foi preso por utilização de documentos falso na região noroeste de Goiânia (GO). I.G.O.R., de 40 anos, também estava foragido há cinco meses da Justiça sul-mato-grossense. Segundo o delegado, do 22° Distrito Policial, o homem era investigado há dois meses e as investigações da Polícia Civil começaram após a realização de um levantamento sobre os pontos de drogas da região, onde foi possível verificar que a residência do suspeito era também um ponto de comercialização de entorpecentes. O envolvido realizava o contrabando de armas de fogo e já tinha em andamento a negociação de um AK-47. Em um dos áudios do criminoso, ofertado pelo delegado, ele alega que traria grande quantidade de pistolas caso o negociação se concretizasse.

Durante sua prisão em flagrante, o suspeito deu outro nome de A.N. e apresentou um documento de identificação falso. O delegado ressalta que as investigações continuam agora para a localização dos demais criminosos para, assim, encontrar os demais integrantes do PCC em Goiânia.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Portal Mais Goiás

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior