Trio é preso com carros roubados e documentos falsos em Avaré

Sem Comentários

11/08/2018

Um professor universitário de 36 anos e outros dois homens, de 40 e 44, foram presos em flagrante por receptação e associação criminosa. O trio estava com três carros roubados e documentos falsos, nesta sexta-feira (10) em Avaré (SP). Conforme a Polícia Militar, o trio foi pego com os veículos que estavam sendo vendidos junto com a documentação falsificada, no nome de dois dos criminosos. Os suspeitos alegaram aos policiais que teriam feito uma troca de dois veículos por um e não sabiam que eram roubados. Ainda segundo a policia, o professor pode responder por mais crimes, já que ele tinha diversas acusações de venda de terrenos que não era o proprietário. A polícia ainda alega que ele falsificava toda a documentação das vendas e por meio de um documento registrado em cartório, conseguia o direito legal de venda. Com isso, ele comercializava os lotes com um valor muito abaixo do mercado, que só depois de concretizado descobria que o terreno pertencia a outra pessoa. Cerca de cinco pessoas registraram boletins de ocorrência nos últimos meses contra o homem. A polícia investiga os casos, já que há suspeita de que mais pessoas poderiam estar participando do esquema de vendas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Polícia Civil identifica cerca de cem empresas vítimas do golpe da falsa doação

Sem Comentários

13/08/2018

A Polícia Civil de Santa Catarina está averiguando o caso de cerca de cem empresários que estavam na mira de falsários no chamado golpe da falsa doação. Até então, 30 empresas eram vítimas, mas outras 70, após análise de documentos apreendidos, estavam na mira dos criminosos. Três gaúchos que integram a organização criminosa foram presos na última quinta-feira (09) em Balneário Camboriú e Itajaí. O objetivo é ouvir todos os empresários nos próximos dias para confirmar se já haviam sido lesados ou se estavam ainda realizando os primeiros contatos para as falsas doações a entidades filantrópicas. A investigação é do titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Nesta segunda-feira, ele interrogou um dos presos para saber mais detalhes sobre telefones, endereços, e-mails e nomes de empresários, além de solicitações de contatos, localizados durante o cumprimento de mandados judiciais na semana passada. O prazo para concluir o inquérito é até o início da próxima semana, mas a investigação deve continuar depois disso por dois motivos. Um deles é o grande número de vítimas e o outro é o fato de que os falsários lavavam dinheiro por meio de uma produtora de vídeos catarinense. Os criminosos, que são gaúchos, aplicavam golpes no Rio Grande do Sul e depois se escondiam em Santa Catarina. O golpe consistia em usar documentos falsos para pedir cartas de recomendação para prefeituras da Região Metropolitana de Porto Alegre com o objetivo de atrair eventos para as cidades, principalmente para a Capital, Canoas e São Leopoldo. Em vez disso, os investigados usavam essas recomendações como se fossem voluntários e pediam verbas a empresários para fazer doações a entidades que atendem pessoas carentes. Na verdade, o dinheiro era desviado para as próprias contas bancárias dos integrantes da organização criminosa. Os prejuízos que a polícia conseguiu evitar, para cada empresário, são de valores entre R$ 150 mil e R$ 300 mil. Segundo a investigação, duas das 30 empresas que já confirmaram que foram procuradas pelos golpistas afirmaram que foram lesadas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Gaúcha ZH

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Aposentada de 65 anos perde quase R$ 10 mil em golpe

Sem Comentários

12/08/2018

Na tarde do último sábado (11), em Araraquara (SP), uma aposentada de 65 anos foi vítima de estelionato. A vítima perdeu R$ 9,8 mil em uma operação financeira. De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, a mulher foi até uma agência bancária, na Avenida São Paulo, no Centro de Araraquara. Após realizar uma operação, ela foi interceptada por um homem branco, que aparentava ter 35 anos. Ele disse para a senhora que ela precisava voltar ao caixa eletrônico e encerrar a atividade. A aposentada fez o que ele disse. Até que outro homem chegou e também a ajudou. Ao sair do banco, ela desconfiou que poderia ter caído em um golpe e  retornou para verificar sua conta corrente. O extrato indicava uma transferência de R$ 9,8 mil para a poupança de uma pessoa desconhecida. O caso foi registrado como estelionato.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: A Cidade On

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Suspeitos de estelionato são detidos com várias mercadorias

Sem Comentários

13/08/2018

Na tarde da sexta-feira (10), uma mulher e três homens foram detidos pelo crime de estelionato na Avenida José de Lima Castro, no bairro Nova Olinda, em Londrina, na tarde de sexta-feira (10). De acordo com informações policiais, uma denúncia anônima apontava que em uma residência haveria suspeitos de estelionato, em compras realizadas pela internet. A Polícia Militar foi até o endereço e, em frente da casa, estava um homem que ao perceber a viatura, correu para dentro da residência. Ainda, no interior da casa, a equipe policial encontrou uma mulher e outro homem, que teria jogado um objeto dentro da piscina. Ao todo foram localizados cinco notebooks, três celulares, dois receptores de modem com 16 canais cada, 17 modens de uma operadora e um relógio. Um dos suspeitos confessou que os objetos eram dele. Os quatro foram detidos e encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC).

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Idoso acredita em falsa informação no caixa eletrônico e perde R$ 18 mil

Sem Comentários

12/08/2018

Neste domingo (12), na Vila Planalto, em Campo Grande (MS), um homem de 75 anos foi vítima de estelionato e perdeu R$ 18 mil ao tentar sacar dinheiro de um dos caixas eletrônicos de um supermercado. Segundo o boletim de ocorrência, a vítima contou que ao tentar sacar dinheiro na máquina teve o cartão sugado pelo equipamento. Ao lado do caixa, havia uma cartaz com a frase: Problemas no terminais ligue imediatamente para a central de atendimento ao cliente pelo telefone 08008836208. O idoso, então, entrou em contato com o número e passou vários dados. Ele afirma à polícia que só não conseguiu digitar a senha. Porém, mesmo assim, horas depois a vítima foi informada que tinham sido realizados várias transações bancárias em sua conta corrente e compras totalizando prejuízo de R$ 18 mil. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. A reportagem foi até o local e os caixas estavam funcionando normalmente. O cartaz afixado com o 0800 não foi localizado.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Campo Grande News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

PM descobre fábrica de placas falsas de veículos na Grande São Paulo

Sem Comentários

10/08/2018

A Polícia Militar descobriu uma fábrica de placas falsas de veículos em São Bernardo do Campo, na Região Metropolitana de São Paulo. O local foi descoberto pela Força Tática da PM da cidade, que percebeu que um Ford Eco Sport que transitava próximo à Praça Ibrahim de Almeida Nobre, em São Bernardo, tinha uma das placas com incoerência em relação ao padrão das placas produzidas no mercado. Ao ser abordado e questionado, o motorista informou que havia adquirido a placa com um fornecedor localizado na Estrada da Cama Patente, no interior da cidade.

No local, os policiais encontraram três homens produzindo placas falsas. Eles foram presos por estelionato, adulteração de sinal característico do veículo, peculato e associação criminosa. Uma quarta pessoa, um motorista que adquiria um par de placas falsas no local, também foi detido. Os suspeitos informaram que um funcionário do departamento de trânsito da cidade seria fornecedor dos lacres. Na casa dele, foram encontrados lacres e tarjetas de placas. O caso será registrado no 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher cai em golpe após ver anúncio em rede social e tentar empréstimo de R$ 10 mil em RR

Sem Comentários

09/08/2018

Em Boa Vista, uma mulher de 37 anos caiu em um golpe de estelionato e perdeu R$ 150 após ver o anúncio de uma financeira no Facebook e tentar fazer um empréstimo de R$ 10 mil reais. O caso foi registrado na Polícia Civil nessa quarta-feira (08). O valor perdido foi depositado na conta da suposta empresa como “seguro fiança”. Segundo a vítima, o anúncio na internet chamou a atenção porque era para pessoas com nome negativado e tinha baixa taxa de juros. Após o contato com a empresa através do Facebook, a negociação foi feita em um aplicativo de troca de mensagens. A vítima forneceu todos os dados pessoais e recebeu em seguida um contrato para firmar o empréstimo. A negociação foi feita nessa terça (07).

“[A suposta atendente] entrou em contato e explicou que o contrato era feito através do WhatsApp e que [o valor] seria liberado em duas horas após o contrato assinado”, contou a mulher no registro da ocorrência na delegacia. O documento de várias páginas e cláusulas contratuais continha as informações do suposto empréstimo, que deveria ser quitado em 60 parcelas de R$ 233,00, totalizado R$ 13.980. Além disso, os papéis tinham ainda um “selo de autenticidade”. Para prosseguir com a operação, a mulher teve de depositar os R$ 150 na conta de uma fiadora. Após o valor ser creditado na conta de destino, a vítima foi então bloqueada do aplicativo de mensagens e não conseguiu mais contato. Só então ela percebeu que tinha caído em um golpe. Na delegacia o caso foi registrado como estelionato, previsto no artigo 171 do Código Penal brasileiro. A pena, em caso de condenação, prevê reclusão de 1 a 5 anos e multa. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior