Em 9 dias, fraude em posto bancário desviou mais de R$ 500 mil, diz polícia

Sem Comentários

27/09/2016

Uma ação fraudulenta em uma correspondente bancária no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, em apenas nove dias, desviou mais de R$ 500 mil dos moradores do distrito de Ponte dos Carvalhos. Segundo a Polícia Civil, a quantia equivale a 800 boletos que deveriam ter sido pagos no início deste mês. Na manhã desta terça-feira (27), em depoimento, a dona do posto de pagamentos alegou que também foi enganada. De acordo com o delegado de repressão ao estelionato, ela repassou o ponto comercial devido a problemas financeiros, mas não formalizou o contrato. A nova proprietária teria usado dois dos três cofres do estabelecimento para esconder o dinheiro entregue pelos clientes. A dona do estabelecimento tinha a autorização para atuar como correspondente bancária de um banco há dois anos. Em em agosto deste ano, no entanto, ela resolveu anunciar a correspondente em um site de comércio virtual. “Foi quando surgiu uma mulher, dizendo que era da Paraíba. Ela se interessou pelo negócio e queria conhecer a empresa. Inclusive, esteve no Recife três vezes. Na última, efetuou um pagamento de R$ 20 mil e apresentou uma minuta de um contrato. Nele,  garantia que pagaria o restante, R$ 15 mil, em 30 dias”, afirmou o delegado. A partir desse acordo informal, a suspeita já começou a atuar como nova proprietária. Ela teria proibido que os funcionários mantivessem qualquer vínculo com a antiga dona. A fraude foi praticada entre os dias  8 e 17 de setembro. O delegado ainda aguarda alguns dados da delegacia do Cabo de Santo Agostinho, que recebeu as denúncias, informando quantas pessoas foram lesadas. Na última sexta-feira (23), uma fila de denunciantes se formou na porta da delegacia. O crime só foi descoberto na manhã da segunda-feira (19) com a chegada dos funcionários. “A correspondente estava de portas fechadas e com uma placa de ‘greve’ para despistar. Aos poucos, foram surgindo pessoas alegando que seus boletos não haviam sido pagos”, comentou o delegado. A suspeita ainda levou os computadores, os três caixas e as câmeras do circuito interno de vigilância. O esquema foi tão bem elaborado que a nova proprietária chegou a pendurar cartazes, anunciando que havia incluído o sistema de outro banco. Ela recebia ajuda de um homem, identificado como seu namorado. Ele era responsável por recolher a quantia dos cofres no fim do dia. Caso sejam localizados, os dois responderão pelos crimes de estelionato, falsificação de material e uso de documentação falsa. Como a antiga dona ainda estava em via de negociação, ela não chegou a firmar o contrato e nem a comunicar o banco da transação.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

‘Golpe das compras’: Sites que furtam dados de cartões de crédito geram alerta do Procon

Sem Comentários

27/09/2016

Nessa segunda-feira (26), um comunicado foi divulgado pelo Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MG), do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), para alertar consumidores sobre sites falsos de compras. Nos últimos meses, têm sido noticiados na internet casos de consumidores vítimas de clones de famosos domínios de comércio virtual. Segundo o Procon, nos golpes, estelionatários criam um site idêntico a uma loja virtual bem conhecida, ofertando produtos por um preço bem abaixo da média praticada pelo mercado. Depois, divulgam links dessas ofertas por e-mails, em redes sociais ou por aplicativos de mensagens. Muitos consumidores, ao se depararem com tais ofertas, não percebem que se trata de golpe e dão sequência ao suposto processo de compra, fornecendo dados de seu cartão de crédito ou pagando boletos. Diante disso, o Procon-MG orienta que, por se tratar de um crime contra o consumidor, as pessoas que já foram vítimas desse golpe registrem boletim de ocorrência na Delegacia do Consumidor ou na delegacia mais próxima.

Para evitar que outros consumidores sejam enganados por golpes como esse, o Procon-MG reuniu ainda dá algumas dicas para que as compras online sejam feitas com mais segurança.

1. Mantenha seu computador, smartphone ou outro dispositivo de acesso à internet com sistema de antivírus atualizado;

2. Evite a utilização de computadores, smartphones ou outro dispositivo de acesso à internet de outras pessoas;

3.  Evite a utilização de redes de conexão wi-fi públicas ou de estabelecimentos comerciais para acessar a internet pelo seu dispositivo. Se necessária a utilização dessas redes, jamais faça compra ou acesse serviços bancário por meio delas;

4. Tenha extremo cuidado se receber um e-mail de banco, pois, em geral, são iscas para golpes. Jamais responda tais mensagens! Se ficou na dúvida sobre a veracidade da mensagem, faça contato com seu banco. E, se for fazer contato telefônico, certifique-se que o número de telefone para o qual ligará realmente é o da instituição financeira;

5. Não compre por impulso, pois, muitas vezes, uma análise atenta da oferta enganosa ou do site clonado permitirá ao consumidor identificar o golpe;

6. Desconfie de ofertas de produtos ou serviços por preços muito abaixo do mercado. Esse é, talvez, o maior chamariz para golpes virtuais;

7. Pesquise experiências que outros consumidores tiveram com a loja virtual. Vários sites oferecem essas informações.

8. Veja se o fornecedor apresenta, no site, o CNPJ, endereço, telefone fixo, e-mail. Quanto mais formas de fazer contato, mais facilidade você terá em caso de problemas. Nunca compre em um site que divulga somente um telefone celular como contato;

9. Confira a política de privacidade do site, bem como a política de troca e devoluções;

10. Se o site pedir dados como nome de familiares e lugar de nascimento, desconfie. Só insira dados necessários para a compra;

11. Antes de finalizar sua compra, confira se o endereço eletrônico é iniciado por “https” e se o site exibe, na barra do navegador, o desenho de um cadeado colorido e fechado (em alguns sites, o desenho do cadeado aparece somente quando o consumidor insere o nome do usuário e respectiva senha);

12. Duvide se a única forma de pagamento possível for depósito em conta corrente ou poupança de pessoa física;

13. Se o pagamento escolhido for boleto bancário, antes do pagar verifique se o boleto está no nome da loja em que a compra foi efetuada;

14. Acompanhe com frequência os movimentos do seu cartão de crédito;

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Bhaz

Fique ligado. Dicas do BrSafe para evitar essa modalidade de fraude.

Homem é preso por receptação ao ser flagrado com veículo furtado

Sem Comentários

27/09/2016

Em Presidente Epitácio, na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), a Polícia Rodoviária prendeu um homem de 40 anos por receptação e uso de documento falso. Na abordagem, os agentes constataram que o veículo, que era conduzido pelo autor, estava com a placa adulterada e o documento que, supostamente, seria do automóvel constava queixa de roubo. O carro, de cor preta, estava com placas de São Paulo (SP), contudo, após a apuração, foi constatado que as placas do veículo eram na verdade de São Carlos (SP) e que o mesmo havia sido furtado no dia 20 de julho deste ano. Segundo a polícia, quando o autor apresentou o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), os agentes viram que o mesmo estava com adulteração. Quando, mais uma vez, houve consulta no banco de dados, ficou comprovado que a documentação havia sido roubada em 25 de fevereiro de 2016, em Itanhaém (SP). Diante dos fatos, o homem foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil, em Presidente Epitácio, onde teve a prisão ratificada em flagrante. O veículo e o documento foram apreendidos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homem apresenta documento falso ao INSS e é preso junto com dois comparsas pela PF

Sem Comentários

27/09/2016

Na segunda-feira (26), a Polícia Federal prendeu três pessoas em flagrante que tentavam obter benefício previdenciário com documentos falsificados em uma agência do INSS, em Feira de Santana, cerca de 100 quilômetros de distância de Salvador. Servidores do INSS suspeitaram da veracidade da certidão de nascimento e carteira de identidade de um dos suspeitos e chamaram a polícia. Os documentos falsos foram apresentados em uma agência da Previdência Social do bairro Muchila. Ao chegar à agência, os policiais federais constataram que os números de registros dos documentos não constavam no sistema do Instituto de Identificação da Bahia. Foram identificados outros dois integrantes do esquema, que aguardavam do lado de fora da agência. A suspeita da polícia é de que a dupla seria responsável pela falsificação. O carro em que estavam os suspeitos foi apreendido após ser verificado que o veículo estava financiado em nome de um “laranja”, mas sem nenhuma prestação quitada. Os presos foram indiciados por estelionato, previsto no artigo 171 do Código Penal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: R7

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Militar é preso ao comprar celular de R$ 900 com notas falsas

Sem Comentários

25/09/2016

Um jovem de 19 anos, soldado do Exército, foi preso na noite do sábado (24) ao comprar um celular usando notas falsas. O suspeito tentou revender o aparelho, mas foi detido pela Polícia Civil. A vítima, de 22 anos, percebeu o golpe horas depois de ter vendido o celular iPhone por R$ 900 ao soldado. Ele procurou a polícia e registrou boletim de ocorrência. De acordo com o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, a polícia procurou o perfil falso do suspeito no Facebook e observou que ele tentava revender o celular. Os policias se passaram por compradores e marcaram um ponto de encontro em um shopping de Campo Grande (MS). O soldado foi preso em flagrante pelos crimes de estelionato de porte de dinheiro falsificado. Na casa do soldado foram apreendidos mais R$ 290 em notas falsas.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Progresso

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Homens são presos após tentativa de golpe em duas cidades da Grande Dourados

Sem Comentários

26/09/2016

Após tentativas de golpe frustradas em Itaporã e Douradina, cidades de Mato Grosso do Sul, dois homens foram presos após tentarem levar veículos anunciados em redes sociais com comprovantes de pagamentos falsos. As prisões ocorreram em Douradina na sexta-feira (23), mas foram divulgadas somente nesta segunda-feira (26) pela assessoria de comunicação do 3º BPM (Batalhão de Polícia Militar). Conforme a corporação, a denúncia partiu de uma mulher de 49 anos, moradora de Douradina, que suspeitou do crime depois de receber a ligação de uma suposta compradora de seu veículo, anunciado nas redes sociais. “A vítima declarou aos policiais militares que colocou anúncios de venda de seu veículo nas redes sociais e que, após algumas horas, recebeu uma ligação de uma mulher dizendo ser secretária do dono de uma propriedade rural na região. Pediu os dados bancários da vítima para fazer um depósito e fechar a compra do veículo. No dia seguinte, a suposta secretária enviou dois comprovantes de depósitos bancários em cheques e disse que iria mandar dois funcionários de confiança da fazenda para buscar o carro. A vítima percebeu que o valor acordado não havia compensado e, ao receber uma ligação da mulher, informou que iria reportar a tentativa de golpe à Polícia”, esclareceu a PM. A vítima recebeu outra ligação em seguida, de um homem identificando-se como funcionário da fazenda e que estaria em frente a um restaurante esperando para levar o veículo. “A vítima foi até o Destacamento Policial Militar informando o fato e as características de dois homens que estariam em uma motocicleta”. No meio dessa ocorrência, às 16h30, policiais militares de Itaporã entraram em contato com os de Douradina informando que dois homens em uma motocicleta e com as mesmas características tentaram aplicar o mesmo golpe em uma vítima do Distrito de Montese, que também havia anunciado seu veículo em classificados na internet. “Os dois homens não conseguiram êxito da aplicação do golpe e teriam deslocado para Douradina novamente”, conforme divulgado pelo 3º BPM. Os policiais de Douradina e dos Distritos de Panambi e Vila Vargas fizeram diligência em busca dos suspeitos, que foram localizados na Avenida Presidente Vargas, em Douradina. “Os homens disseram aos militares que receberiam a quantia de dois mil reais para levar o veículo até Dourados para a suposta secretária”, relatou a PM. Detidos sem esboçar resistência, os dois homens foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Douradina. Nenhuma ocorrência havia sido encontrada na ficha de ambos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Midiamax

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Quatro candidatos à PM do Ceará são presos por fraude em concurso

Sem Comentários

25/09/2016

Foram presos neste domingo (25), quatro candidatos à Polícia Militar do Ceará  por fraude no concurso para ingressar na corporação, realizado em Fortaleza. Conforme a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, os suspeitos utilizavam ponto eletrônico. Segundo a Polícia Civil, um dos suspeitos foi flagrado no local de prova utilizando o aparelho. Ele foi preso também com o gabarito da prova. Os policiais ainda não confirmaram com os organizadores do certame se ele portava o gabarito oficial da prova; caso seja confirmado, será investigado também como as respostas foram vazadas. O homem preso seria o responsável por passar as respostas a outros candidatos, que também utilizariam o ponto eletrônico para manter comunicação. A organização do concurso afirma que reforçou a fiscalização para tentar identificar candidatos que estejam utilizando ponto ou equipamentos eletrônicos de comunicação. Uma das prisões ocorreu no Centro de Ensino Técnico, na Avenida Tristão Gonçalves, após o fiscal da sala identificar o uso do aparelho. O candidato saiu do local algemado e foi levado à Delegacia de Defraudações e Falsificações, no Centro de Fortaleza.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior