Homem é preso ao tentar abrir conta bancária com documento falso na PB

Sem Comentários

23/08/2016

Na tarde desta terça-feira (23), quando tentava abrir uma conta bancária e fazer um empréstimo utilizando um documento de identidade falso, um homem de 43 anos foi preso em flagrante. O crime foi registrado na cidade de Sousa, no Sertão paraibano, e o homem disse à polícia que conseguiu o documento no estado do Rio Grande do Norte. Conforme o delegado de Polícia Civil na cidade de Sousa, o suspeito alegou que estava precisando do dinheiro para abrir uma queijeira na cidade. “Os funcionários do banco suspeitaram dos dados fornecidos e documentação. No momento em que o empréstimo estava sendo solicitado a Polícia Militar foi acionada e o homem foi preso em flagrante”, disse o delegado. O valor proposto do empréstimo era de R$ 10 mil. Em depoimento, o suspeito disse que conseguiu o documento com facilidade no Rio Grande do Norte, onde fazia vendas, e teve apenas que fornecer uma fotografia para a confecção. O homem foi autuado pelo crime de uso de documento falso, prestou o depoimento e foi liberado para responder ao processo em liberdade, após o pagamento de uma fiança no valor de dois salários mínimos. Segundo o delegado, ainda não foi possível identificar se os dados do documento falsificado eram fictícios ou se pertencem a uma outra pessoa. “O documento foi encaminhado para o Instituto de Polícia Científica (IPC) para ser periciado. Ainda não sabemos se a cédula do documento é original ou se foi falsificada também. Todos os dados vão ser apurados”, disse.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Dupla suspeita de estelionato e falsificação de documentos é presa em Campina Grande

Sem Comentários

23/08/2016

Por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), a Polícia Civil da Paraíba, prendeu em flagrante, na manhã desta terça-feira (23), M.A.Nascimento e C.G.Ferreira. Eles são envolvidos em crimes de estelionato e falsidade ideológica e documental. Os suspeitos foram autuados em flagrante quando tentavam realizar um empréstimo  em um correspondente bancário, no bairro de Santa Cruz, em Campina Grande. Segundo a delegada responsável, a dupla estaria tentando realizar o empréstimo em nome de uma terceira pessoa e com uma carteira de identidade falsificada. “O documento estava na posse de M.A. Com ele ainda foram encontrados diversos documentos falsos, cartões de crédito e comprovantes de residência em nome terceiros”, contou a delegada. Os presos foram encaminhados para a Central de Polícia em Campina Grande, onde deverão prestar depoimento e em seguida aguardar as decisões da Justiça. A dupla responderá pelos crimes de estelionato e falsificação de documentos.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Paraíba Online

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Mulher é presa ao tentar dar golpe

Sem Comentários

24/08/2016

Na tarde dessa terça-feira (23), no centro de Betim (MG), no momento em que tentava aplicar um golpe de estelionato em uma empresa de empréstimos, uma mulher de 44 anos foi presa em flagrante pela Polícia Civil. A suspeita usava documentos de funcionários da prefeitura na hora em que foi abordada. Conforme o delegado responsável pela prisão, a mulher estava com um documento falso. “Ela foi presa quando tentava pegar emprestado R$ 72 mil utilizando documentos falsificados de uma médica”. Ainda segundo o delegado, na última segunda-feira (22), a suspeita conseguiu fazer um empréstimo no valor de R$ 75 mil. “Em depoimento, ela contou que receberia R$ 6.000 pelo serviço que teria sido encomendado por um homem chamado Cristiano. Além dele, ela citou o nome de outros dois comparsas, que estão sendo investigados”, explicou. A polícia descobriu também que ela e os homens, que ainda não foram localizados, já haviam sido presos outras duas vezes pelo mesmo crime. A mulher foi presa pelos crimes de estelionato e associação criminosa. 

Ler a notícia na íntegra

Fonte: O Tempo

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Foragido da justiça é preso com documento falso

Sem Comentários

23/08/2016

Foi preso na tarde de terça-feira (23), pela Polícia Civil de Medianeira (PR), um foragido da justiça considerado de alta periculosidade. Uma denúncia informou aos policiais que G.B. iria de carro até Santa Terezinha de Itaipu. O Homem é foragido da Penitenciária de Foz do Iguaçu. Ao ser abordado, ele usava documentos falsos. De acordo com a polícia ele é o autor de dois homicídios e dois estupros ocorridos em Medianeira há algum tempo. Além disso, responde por uma tentativa de homicídio. O detido foi levado à Delegacia de Polícia Civil e vai ficar à disposição da justiça.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Massa News

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Preso casal que desviava cartões de banco em golpe de R$ 20 milhões

Sem Comentários

24/08/2016

Um casal de brasileiros aplicou um golpe milionário em fraudes com cartões de bancos. Os dois eram procurados pela Interpol, a Polícia internacional, e foram presos nesta terça-feira (23), na grande São Paulo. A mulher tinha acabado de deixar a filha na escola e foi pega no estacionamento. Ela levou os policiais do Garra – Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos, até a casa dela. Lá, eles encontraram o marido, que também foi preso. No fim de 2014, a Polícia Federal prendeu 21 pessoas na baixada santista. Entre elas, funcionários dos correios. O grupo desviava cartões de bancos enviados por correspondência. Depois ligava para os donos dos cartões, se passando por funcionários de bancos, e pediam a senha. Na época, a Polícia Federal estimou que a quadrilha tenha roubado R$ 20 milhões. No dia em que a Polícia Federal prendeu parte da quadrilha, o casal deu sorte. Ambos estavam nos Estados Unidos, passeando e fazendo compras com o dinheiro dos golpes. Essa semana, a Polícia Civil descobriu que eles tinham voltado ao Brasil e não se preocupavam em se esconder. Mas havia uma ordem mundial de prisão na página da Interpol, na internet, com as fotos dos dois. “No momento da prisão eles viviam como classe média: um carro mediano e uma casa mediana. Não ostentavam. Informalmente eles falavam que nos noticiaram que estavam vivendo as custas de favores de familiares”, afirma o delegado responsável. O casal deve ser transferido nesta quarta-feira (24) para o centro de detenção provisória, onde vai ficar à disposição da Polícia Federal.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Agricultor de Vale do Paraíso cai no golpe de falso depósito e perde R$ 19 mil

Sem Comentários

23/08/2016

Um agricultor, de 45 anos, acabou caindo no golpe do “falso depósito”. A Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste (RO) investiga o caso. A vítima colocou à venda um carro no valor de R$ 19 mil. Ele conta que após fechar o negócio, o comprador fez um depósito bancário numa agência de Rolim de Moura, e logo já buscou o veículo na região de Ouro Preto do Oeste. O agricultor entregou a chave e o documento do carro para o comprador mediante um comprovante de depósito, e ficou aguardando o valor ser creditado. Uma semana depois, ele tomou conhecimento que o cheque não possuía fundos e que seu veículo está circulando na cidade de Ariquemes, e que já tinha sido transferido para o nome de outra pessoa. Na segunda-feira (22), ele então resolveu procurar a Delegacia Civil de Ouro Preto do Oeste para comunicar que foi vítima de uma fraude, e fornecer o nome do comprador. De acordo com a polícia, crimes como este ocorrem com frequência na região. Quando alguém for fazer um negócio onde o pagamento seja feito com depósito em conta, é prudente esperar que o valor seja creditado, que a pessoa confira pessoalmente na agência para então entregar a chave o os documentos ao comprador e, assim, não cair em um golpe.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: Rondoniagora

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Funcionária de lotérica é ameaçada por estelionatário pelo telefone

Sem Comentários

23/08/2016

Na segunda-feira (22), criminosos ligaram em uma lotérica e ameaçaram uma funcionária do local, dizendo que ela seria morta por um assassino que se encontrava na fila caso ela não depositasse dinheiro na conta deles. A mulher então, depositou R$ 3 mil. O caso ocorreu em Bauru (SP). A polícia acredita que o estelionatário estava nas proximidades da lotérica quando cometeu o crime. Ele descreveu as características da funcionária que atendeu o telefone e de uma pessoa que estava na fila, convencendo a vítima de que havia um comparsa no local. O golpista exigiu o depósito em contas correntes que ele indicou. A vítima fez depósitos de R$ 3 mil em duas contas distintas. A ocorrência seguirá sob investigação da Polícia Civil, onde o caso foi registrado como extorsão. Uma funcionária de outra lotérica na cidade também registrou um boletim de ocorrência por tentativa de estelionato na segunda-feira. A polícia orienta que a vítima não entre em pânico e acione a Polícia Militar.

Ler a notícia na íntegra

Fonte: G1

Saiba mais sobre os crimes de fraude no site do BrSafe.

Anterior